Teoria vs Prática – Um tópico controverso

Estou feliz por anunciar que o post de hoje foi escrito pelo meu amigo e colega, David Venâncio. Ele que é dono de uma transformação impressionante, tendo perdido 45 quilos aos 14 anos e se dedicado ao ginásio desde então. Sem mais demora, vamos à visão do David sobre a conjugação da teoria com a prática na musculação, ele que estás prestes a tornar-se PT.

 

Será que apenas prática é suficiente? Ou também precisamos da teoria?
Da perspectiva de um profissional da área do fitness a resposta a estas perguntas é bastante simples – ambos. Na realidade, para um progresso otimizado tanto a vertente teórica como a prática devem andar de ‘’mãos dadas’’.
O velho tabu de que a opinião de um ‘’rato de ginásio’’ com 20 anos de experiência pode ser superior à de um recém licenciado na área não deveria existir. É verdade que quanto maior a experiência, maior será a probabilidade de que este veterano da musculação tenha um vasto leque de informações e dicas práticas, tanto como uma execução técnica mais aprimorada. No entanto, se adicionássemos a esses 20 anos de prática uma bagagem teórica aprofundada, os resultados do indivíduo em questão seriam notoriamente melhores.
É também aqui que, ao contrário do atleta experiente, o licenciado ganha vantagem, pois apesar de na vertente prática ter muito para explorar e muitas arestas a limar, ele já possui um vasto conhecimento na matéria, o que lhe permitirá um avanço na prática muito mais eficiente.

 

É possível progredir concentrando a nossa atenção em apenas uma das vertentes?
Sim, mas será sempre uma evolução com handicap. Já o nosso Fernando Pessoa dizia:
“Toda a teoria deve ser feita para poder ser posta em prática, e toda a prática deve obedecer a uma teoria. Só os espíritos superficiais desligam a teoria da prática, não olhando a que a teoria não é senão uma teoria da prática, e a prática não é senão a prática de uma teoria.”

 

Atleta ou instrutor? A quem devo dar mais crédito?
Será que devo pedir conselhos ao hipertrofiado com proporções musculares de impor respeito, vascularização notória e com níveis baixíssimos de massa gorda (vocês perceberam a ideia) ou será que peço ao ‘’lingrinhas’’ que aparenta não comer há duas semanas mas que tem o logótipo do ginásio no pólo e a palavra ‘’instrutor’’ no verso do mesmo? A resposta é, outra vez, ambos.
A grande maioria das perspetivas que vamos encontrar no nosso quotidiano nunca serão totalmente certas nem completamente erradas. O truque para progredir com sucesso é ouvir as diferentes opiniões e filtrá-las, tentando retirar apenas o ‘’bom’’ de cada uma. Tanto o atleta como o instrutor certamente irão ajudar seja, por um lado, através de um pormenor mais técnico ou, pelo outro, com uma explicação esclarecedora dos mecanismos a ativar durante um determinado exercício.
Até porque, como atleta já com 6 anos de experiência e atualmente a começar carreira como profissional na área, já tive a oportunidade de presenciar muitos momentos bons e menos bons em ambiente de ginásio, diretamente relacionados com este tema. Na prática, por vezes os ‘’maiores’’ cometem erros de teor básico que podem gerar lesões, no entanto por já terem um desenvolvimento muscular bastante elevado não estão tão suscetíveis a isso. No caso de um iniciante e pegando neste exemplo, se o mesmo fosse olhar para este ‘’grande’’ como referência e tentasse copiá-lo, o resultado mais provável seria a lesão.
Olhando agora para o extremo oposto deste ponto de vista, podemos também encontrar instrutores demasiado envolvidos na teoria e que, por consequência, acabam por pecar na prática ignorando as características do aluno que têm à frente. Na maioria dos casos isto leva ao desenvolvimento desnecessariamente lento do aluno. Ao desenvolvermos apenas uma das vertentes isoladamente, nunca iremos obter os resultados que seriam possíveis se desenvolvêssemos as duas.

 

Em suma..
Procuremos um equilíbrio entre a teoria e a prática, aprofundando ao máximo o nosso conhecimento e capacidade técnica, sem menosprezar nenhuma das duas vertentes.
Bons treinos e atenção ao bro que está dentro de vós!

1ery3d-1

 

 

 

 

 

 

Vamos Treinar Juntos.

Não sabes o que fazer para atingires os teus objetivos?